Publicidade

Estado de emergência: Santa Catarina coloca transporte coletivo em quarentena por 7 dias

SANTA CATARINA há 6 meses

ntes de anunciar novas medidas restritivas para conter coronavírus, governador do Estado, Carlos Moisés, reuniu colegiado na Defesa Civil – Foto: Osvaldo Sagaz/NDTV


Novas medidas restritivas para combater o contágio do coronavírus no Estado de Santa Catarina foram divulgados na noite desta terça-feira (17) pelo governador Carlos Moisés (PSL).

Entre as atividades suspensas pelo prazo de sete dias, está a circulação de veículos de transporte urbano intermunicipal e interestadual de passageiros. Na Grande Florianópolis, o Setuf (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano) aguarda a notificação oficial para iniciar a cumprir a determinação.

SERVIÇOS ESSENCIAIS MANTIDOS

No entanto, o governador afirmou que serviços essenciais como farmácias, serviços funerais, mercados, supermercados e postos de combustíveis e de venda de gás e água não serão fechados.

SERVIÇOS NÃO ESSENCIAIS

Além desta quarentena no transporte coletivo, ficam suspensos outros serviços privados não essenciais. Entram nesta categoria, por exemplo, academias, shopping center, restaurantes e comércio em geral.

HOTELARIA

O governador afirmou que o setor será instruído em uma portaria específica para o setor hoteleiro suspender as reservas no mesmo período de sete dias.

REUNIÃO DE PESSOAS

Também ficam suspensas por 30 dias qualquer tipo de aglomeração de pessoas, por exemplo aniversários, cursos presenciais, cultos e missas de igrejas.

REDAÇÃO ND, FLORIANÓPOLIS


Publicidade

Receba nossa Newsletter
Informe seu e-mail para receber as nossas novidades em primeira mão.
2003-2020 Revista Leia Mais
Hospedagem GETCON | Site By wAdvice